30 de maio de 2014

TOP 20 - Eventos divertidos no Facebook

      Olá pessoal!!
     Pra quem tem o costume de entrar todos os dias no Facebook, já deve ter percebido que ultimamente estão aparecendo vários eventos fakes, bizarros e divertidos. 
    Eu não sei como começaram (talvez com o evento de despedida da Dilma e Geraldo Alckmin), mas os criativos de plantão começaram a criar esses eventos para a diversão dos usuários da rede social. A brincadeira não tem limites e alguns desses eventos envolvem política, religião, musicas, artistas, fatos, e todos com fundo crítico ou de zueira.
     Confira aqui os TOP 20, segundo eu mesma,não necessariamente nessa ordem, hehehe.

1- Análise da cadeia hereditária

Musica que bombou nos anos 2000 e fez parte da infância de muitos, fala "Analisando essa cadeia hereditária, quero me livrar dessa situação precária. Onde o rico cada vez fica mais rico e o pobre cada vez fica mais pobre, e o motivo todo mundo já conhece, é que o de cima sobe e o de baixo desce. Bom xibom, xibom, bombom..."
Quem lembra?

2- Aterrissagem do padre dos balões


Quem se lembra do padre Adelir Antônio de Carli? pelo nome talvez ninguém se lembre, mas e se falar do padre dos balões? Agora sim....
Adelir pretendia bater o recorde na categoria de voos amarrado com balões a gás hélio, mas nunca aterrissou. Apesar do fim trágico do padre, esse acontecimento se tornou piada na internet pela falta de planejamento e preparo do voo.

3- Vaquinha para comprar uma calça para uma jovem de 16 anos


Esse evento se refere a um vídeo viral da internet. Se você ainda não o viu, assista AQUI!

4- Excursão para Acapulco com tudo pago pelo Sr. Barriga


Para os fanáticos por Chaves, que sempre sonharam com uma viagem à Acapulco. Imaginem ainda com tudo pago pelo Sr. Barriga?? hahaha, tudo de bom!

5- Abraço Coletivo na Avril Lavigne


Avril Lavigne veio ao Brasil, e seus fãs tiveram que pagar caro por uma mísera foto com a cantora, mas com a condição de não tocá-la. O fato virou muita polêmica nas redes sociais.

6- Pagode na Cohab no maior astral


"(...) Em frente à lanchonete sambando e fazendo um grande carnaval!!"....

7- Entrega do Oscar do DiCaprio


Que dó, que dó, que dó....
Pra quem não sabe, Leo DiCaprio foi indicado ao Oscar várias vezes, mas nunca levou pra casa uma estatueta sequer. =(
Mas vamos continuar torcendo para ele levar o prêmio da próxima vez e todos nós vamos nesse grande evento, não?

8-Workshop sobre como não se misturar com essa gentalha


"gentalha, gentalha!!"

9- Aniversário de Lusiamo/Lucisno/Lucisano/Lusiabo/Lu Huck


Dispenso comentários, hahaha.
Esse com certeza deve ter a ver com a página "Ajuda Luciano", que posta prints de comentários que as pessoas fazem na página oficial do apresentador Luciano Huck.

10- Julgamento de todos que roubaram pão na casa do João


Pega ladrão!!!
Quem nunca roubou pão na casa do João? agora todos serão julgados, hahaha.
"- A Fulana roubou pão na casa do João.(2x)
 - Quem eu?? 
 -Você!!!
 - Eu não! 
 -Então quem foi?
 - A Siclana!
- A Siclana roubou pão na casa do João (...)"

11- Pia cheia de louça para lavar


Esse evento é para aqueles que não tem nada para fazer e precisam de uma pia de louças para lavar. =p

12- Mesa redonda para discutir se a lenda dessa paixão faz sorrir ou faz chorar

Evento para os fãs de Sandy & Junior.

13-Aulas de canto com Aracy da Top Therm


Aracy tem uma voz particular e muitos gostariam de ter uma aula de canto com ela.Video AQUI! Tirem suas conclusões.

14- Festa da copa com hino nacional cantado por Vanusa



Relembre o acontecido AQUI!Na época ela alegou de usar remédios para labirintite mas muitos diriam que ela estava mesmo bêbada. Vai saber....

15- Passeio na Lagoa Azul


Quem nunca assistiu esse filme na sessão da tarde?

16- Protesto pelo atraso da carta de Hogwarts












A minha estou esperando até hoje, hahaha...

17- Festa de abertura da copa com Gretchen


Quem vai? hehehe... "Piri pirim piri pim..."

18-Tutorial de como se livrar das garras deste amor gostoso



"Como é que eu posso me livrar das garras desse amor gostoso? O jeito é relaxar e começar tudo de novo. Como é que eu posso não querer, se na verdade eu quero bis? Rolar com você nem que seja pra brincar de ser feliz.."

19- Deveria estar estudando, mas to confirmando Eventos!




Com uma foto da ilustre Dercy Gonçalves, esse evento é para quem não para de confirmar eventos no facebook.

20- Evento para parar com essa porra de criar evento


E para os cansados de verem seus amigos confirmando eventos toda hora, hahaha...


   Gostaram do TOP 20 que separei pra vocês? eu achei muito divertido cada vez que apareciam esses eventos na minha timeline. Você está participando de algum deles? conta aqui em baixo nos comentários!

Ahhh! não esqueçam de seguir o blog no Facebook!
Beijos!!




8 de maio de 2014

Resenha: A assinatura de todas as coisas (Elizabeth Gilbert)

       

       Elizabeth Gilbert se tornou uma autora querida por mim depois que li "Comer, rezar, amar". Lembro que fiquei muito inspirada em viajar, conhecer novas culturas e também em escrever. A partir daí, comecei a segui-la no Facebook e vi o quanto ela é fantástica. Foi na mesma página também que descobri que estava lançando um novo livro, mas que ainda não tinha tradução em português. Esperei; o livro foi lançado no Brasil; comprei e li. Ele se chama "A assinatura de todas as coisas".
        Quando comprei o livro, não fazia muita ideia do que se tratava. A única coisa que sabia era o resumo atrás do livro, e que não dizia muita coisa, ou melhor, dizia tudo, mas eu não tinha noção de como seria essa leitura.
         É um romance fictício mas que inclui alguns personagens e lugares reais.
      Foi logo no ínicio, no prólogo, que Alma Wittaker foi chegando, aconchegando e ficando no meu coração (hehe). A história se baseia em sua vida, e se inicia contando sobre seu pai em 1760 (ano de seu nascimento) e como ele conseguiu tanta riqueza. Elizabeth escreveu: "Como seu pai conseguira conquistar tamanha riqueza é uma história que vale a pena ser contada aqui, enquanto esperamos a menina crescer e voltar a atrair nosso interesse".
      Seu pai se chamava Henry Wittaker, filho de pais humildes, mas com muita ambição e paixão pela plantas, aos poucos foi criando seu império. Andou o mundo de navio, conhecendo novas espécies. Se casou com Beatrix, uma holandesa tão instruída que chegava a assustar, falava cinco línguas vivas e duas mortas, e com um conhecimento de botânica que poderia se igualar a qualquer homem.
       Alma, filha do casal, nasceu em 1800, não era uma menina bonita, mas puxou à mãe no que se refere à inteligência. Era capaz de discutir assuntos de adultos em jantares em sua casa, chamada de White Acre, e até mesmo fazer negociações. Era uma menina teimosa e queria saber o porquê de tudo.
       A história se passa em anos, é cheia de aventuras de navios, fatos históricos, plantas (muitas plantas!) e tem várias personagens. Uma delas foi Retta Snow, que também ganhou um pedacinho do meu coração, assim como conquistou o de todos em White Acre. Outra personagem foi Hanneke de Groot, a governanta, que estava sempre de braços abertos à Alma e a protegia do medo no meio da noite, enquanto dava seus conselhos. Prudence, também é uma personagem chave para essa história e ajuda indiretamente Alma em uma reflexão sobre sua teoria evolutiva.
       Durante sua vida, desde muito pequena, Ameixa, como Alma era chamada carinhosamente por seu pai, fazia explorações no terreno de White Acre, capturava espécies para observar em seu microscópio, e se tornou uma mulher da Botânica de grande respeito, especialista em musgos, levando em frente o legado de seu pai.
       Desiludida no amor e solitária, conhece um jovem desenhista de orquídeas, Ambrose Pike, que faz com que a história se desenrole de uma maneira emocionante e misteriosa. Conseguiu arrancar de mim uma certa decepção, mas que fique claro, somente pelas minhas expectativas terem sido outras. Depois, Alma vai até os confins da Terra para descobrir não só algo sobre Pike, mas também sobre sua própria natureza.

       A Srta. Wittaker se depara com questões sobre sexualidade, amor, estudos da ciência, relacionamentos familiares e uma vida brilhante, apesar de que muitos considerariam uma vida com pouca dose de sorte em alguns aspectos, mas tudo ajudou Alma a ser quem ela é.
      Entre anos, jantares em White Acre, explorações e estudos de musgos, amizade, viagens e descobertas, Elizabeth Gilbert nos encanta com sua escrita leve e agradável.  Virei ainda mais fã! Além disso, a autora fez inúmeras pesquisas para poder escrever esse romance. Em uma entrevista para o New York Times ela diz:

"Minha intenção original era contar a história de uma mulher de muito alto intelecto cujos talentos não foram reconhecidos, porque ela era uma mulher. Mas, como eu fiz pesquisa, tive problemas com essa linha de história porque elas foram muito bem vistas. Elas eram raras, estas mulheres. Se tivessem sido os homens, eles teriam tido uma vida mais fácil. Elas não foram bem recebidas no Royal Society ou Sociedade Filosófica Americana. Mas isso não as impediu de trabalhar. Elas publicaram amplamente, elas ensinaram, elas argumentaram, elas se mantiveram firmes em questões de taxonomia e identificação das espécies. O que mantém Alma de volta, em última análise, é o seu perfeccionismo, não seu sexo."

        Mas então, o que tem a ver o título do livro com a história? Foi a pergunta que fiz a mim mesma quando comecei a ler. Se você se pergunta a mesma coisa, fique tranquilo (a), durante a leitura você irá descobrir.
        O Livro, em suas 513 páginas (1ª edição), é encantador e instigante, fazendo o leitor querer virar páginas e mais páginas até acabar. Mas quando vai chegando ao final, o envolvimento com as personagens é tanto, que dá vontade de ler devagar, e devagar, para não acabar e ter que despedir delas (hahaha). Ainda bem que no mundo dos livros, podemos visitá-las sempre que quisermos que vão estar sempre vivas.
       A História me arrancou suspiros, risos, choros, decepções e surpresas, e espero que você tenha emoções assim como eu ao ler essa obra. 
           Recomendadíssimo!
           



"A violência do amor, Alma refletiu, às vezes era a violência mais impiedosa de todas".
Elizabeth Gilbert em "A assinatura de todas as coisas"